fbpx
ARAÇATUBA - Matriz (18) 3624-4078 | CAMPO GRANDE - Filial 0800 6024513

“Ao honrá-los com a cidadania sul-mato-grossense, o Poder Legislativo Estadual, expressão constitucional e orgânica da representação popular, lavra, em cada Título ora conferido, o testamento histórico de reconhecimento pelo muito que fizeram, fazem e farão por Mato Grosso do Sul”. A frase é do presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa (PSDB), durante sessão solene para entrega das honrarias, na noite desta terça-feira (1º).

A cerimônia, que contou com a participação de várias autoridades, lideranças políticas e representantes da sociedade civil, faz parte da programação dos 40 anos da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). Em seu discurso, o presidente reafirmou a gratidão da sociedade aos 46 homenageados.

“Os que aqui se tornam, por mérito, cidadãos sul-mato-grossenses, somam dignificantes trajetórias de dedicação profissional, de doação humana ou de arrojo empresarial, sempre em favor da grandeza econômica, da modernização social e da maioridade cultural do Estado que escolheram edificar suas vidas. Mato Grosso do Sul que um dia os acolheu, hoje rende o mais alto tributo, pela determinação com que cada um, ao plasmar esses sonhos e esperanças em realidade, ajuda a construir aqui uma sociedade preparada para os grandes desafios contemporâneos”, disse.

O ex-deputado estadual Junior Mochi falou em nome dos homenageados. Natural de Itápolis (SP), ele vive há 35 anos em Mato Grosso do Sul. “O Título simboliza a certidão de sul-mato-grossense. Esse reconhecimento nos dá uma imensa alegria e redobra a responsabilidade. Tive a oportunidade de estar nesta Casa por 12 anos, sendo dois mandatos consecutivos como presidente. Aqui é a caixa de ressonância da população, onde todas as faces de uma mesma sociedade estão representadas. Sou apaixonado pelo Poder Legislativo, pois entendo a sua importância na evolução da sociedade”.

Confira a relação dos indicados por parlamentar:

– Antônio Vaz: Alexandre Souza Moreira e Fábio Oliveira e Silva.

– Barbosinha: José Alberto Vasconcellos e Renato Teixeira de Oliveira.

– Cabo Almi: Duilio Vaneli e José Soares de Melo.

– Capitão Contar: Márcio José Mendes.

– Coronel David: Jair Messias Bolsonaro e Luiz Antônio Nabhan Garcia.

– Eduardo Rocha: Natel Henrique de Moraes e Oswaldo Mochi Junior.

– Evander Vendramini: Alexandre Branco Pucci e Déborah Mazzola Nunes Pereira.

– Felipe Orro: Carlos Alberto de Assis e Jaceguara Dantas da Silva.

– Gerson Claro: Antônio Márcio Fedes e Daltro Fiuza.

– Herculano Borges: Emerson Feitosa da Silva e Marcos Luiz de Oliveira.

– Jamilson Name: Francisco Cezário de Oliveira e Sylvio Wagih Abdalla Junior.

– João Henrique: Osmar Pereira Bastos e Samir Nammour.

– Lidio Lopes: Eliel Araújo de Alencar e Roberval Maurício Cardoso Rodrigues.

– Londres Machado: Daniel Gadotti e Nicanor de Araújo Lima.

– Lucas de Lima: Evander José Vendramini Duran e Pedro Haiduck.

– Marçal Filho: Antônio Freire e Jairo de Quadros Filho.

– Marcio Fernandes: Abelardo Luiz Lupion Mello e Wilson Joaquim da Silva.

– Neno Razuk: Alexandre Rosa Ferreira e Welington Luiz Santana Lopes.

– Onevan de Matos: Luiz Antônio Monteiro Simões e Marcelo dos Santos Souza.

– Paulo Corrêa: Francisco Rodrigues Coelho Junior, Jaime Elias Verruk, Maurício Picarelli, Paulo Marcelo Gehm Hoff e Valmir Guarinão.

– Professor Rinaldo: Dirceu Bettoni e Marcelo Loureiro da Rocha.

– Renato Câmara: Gregorius Alapito Wuwur e Osmar Maia Filho.